Ocorreu um erro neste gadget

sexta-feira, 19 de agosto de 2011

Resumão Subordinadas Adveribias

São introduzidas por conjunção subordinativa (exceto a conjunção integrante) e funcionam como adjunto adverbial da oração principal.
Dividem-se em:
  • Causais: exprimem a causa do fato que ocorreu na oração principal. Iniciadas, principalmente. Ex.: Já que está chovendo
vamos dormir. Segundo ex.: A menina chorou porque apanhou da mãe
Principais conjunções: porque, visto que, já que, uma vez que, como que, como:>
  • Comparativas: representam o segundo termo de uma comparação. Ex.: Essa mulher fala como um papagaio..
Obs.: Essa conjunção comparativa como é muito usada num recurso linguístico /ü/, de estilística, uma figura de linguagem chamada comparação ou símile, tais construções diferem-se duma "figura-mãe" a metáfora, mas essa figura é desprovida da conjunção como.
Principais conjunções: que, do que, como, assim como, (tanto) quanto.
  • Concessivas: indica uma concessão entre as orações. Ex.: Embora chova, vou à praia.
Principais conjunções:embora, a menos que, ainda que, posto que, conquanto, mesmo que, se bem que, por mais que, apesar de que.
  • Condicionais: expressa uma condição. Ex.: Se chover, não irei à praia.
Principais conjunções: se, salvo se, desde que, exceto, caso, desde, contando que, sem que, a menos que.
  • Conformativas: exprimem acordo, concordância de um fato com o outro. Ex.: Cada um colhe conforme semeia.
Principais conjunções:como, consoante, segundo, conforme.
  • Consecutivas: traduzem a conseqüência ou o efeito do que se declara na oração principal. Ex.: Falei tanto, que fiquei rouco.
Principais conjunções: que (precedida de tal, tão, tanto, tamanho), de sorte que, de modo que.
  • Finais: exprimem finalidade.Ex.: "fiz isso para que me perdoassem".
indica uma finalidade. Ex.: Todos estudam para que possam vencer.
Principais conjunções: para que, a fim de que, que.
  • Temporais: indicam circunstância de tempo Ex.: Logo que chegou, sentou-se no sofá.
Principais conjunções: quando, antes que, assim que, logo que, até que, depois que, mal, apenas, enquanto.
  • Proporcionais: expressa proporção entre as orações. Ex.: O trânsito piorava à medida que a chuva aumentava.
Principais conjunções: à medida que, quanto mais....mais, à proporção que, ao passo que, quanto mais.

Atividades com Gabarito

1. (Of.Just./SP) A opção em que a oração subordinada 
pode ser considerada adverbial condicional é:  
a) Desde que o vi, me apaixonei.  
b) Desde que tenho muito trabalho hoje, não poderei 
sair.  
c) Permanecerei aqui, desde que você permaneça.  
d) Diga-me se a proposta lhe interessa.  
e) Falou sem que nos convencesse.  
2.  Em todos os períodos há oração adverbial, exceto em: 
a) “Mexia-me como se andasse entre cacos de 
vidro”. 
b) O horizonte, ao passo que avanço, vai se 
afastando.  
c) O fardo era tão pesado que eu não podia erguê-
lo. 
d) Desde que cheguei aqui, não houve nenhum 
progresso. 
e) Verifiquei se havia alguma infiltração no teto da 
casa. 
3. As orações subordinadas adverbiais assinaladas 
estão classificadas. Considere certa ou errada a 
classificação: 
a) “Nunca chegará ao fim por mais depressa que 
ande.” (oração subordinada adverbial 
consecutiva) 
b) “Era tal a serenidade da tarde que se percebia 
o sino de uma freguesia distante, dobrando a 
finados.” (oração subordinada adverbial 
consecutiva). 
c)  Mesmo que faça calor, não poderemos nadar. 
(oração subordinada adverbial concessiva) 
d) Ela era tão medrosa,  que não saía de casa. 
(oração subordinada adverbial comparativa) 
e)  Se tudo correr bem, levar-te-ei à Europa. 
(oração subordinada adverbial condicional) 
4. (ICMS/SP) Assinale a alternativa em que as orações 
grifadas nos períodos I e II desempenham a mesma 
função sintática. (Trechos de A Hora da Estrela, de 
Clarice Lispector.) 
a) I – Não sei se estava tuberculosa, acho que não. 
II – Se é pobre, não estará me lendo porque lerme à supérfluo... 
b) I – A moça um dia viu num botequim um homem 
tão, tão, tão bonito que – que queria tê-lo em 
casa. 
II – Encontrar-se comigo próprio era um bem que 
ela até então não conhecia. 
c) I – E minha vida (...) responde que devo lutar 
com quem se afoga, mesmo que eu morra 
depois. 
II – Cristo tinha sido além de santo um homem 
como ele, embora sem dente de ouro. 
d) I – Nunca se perguntara por que colocava a 
barra embaixo. 
II – Eu só não digo palavrões grossos porque 
você é moça donzela. 
e) I – Sei que há moças que vendem o corpo, única 
posse real, em troca de um bom jantar em vez 
de um sanduíche de mortadela. 
II – Depois que Olímpico a despediu, já que ela 
não era uma pessoa triste, procurou continuar. 
5. Classifique como certa a alternativa em que a 
palavra como assume valor de conjunção subordinada 
conformativa e errada a alternativa em que isto não 
ocorre: 
a) Como ele mesmo afirmou, viveu sempre tropeçando 
nos embrulhos da vida! 
b) Como não tivesse condições necessárias para 
competir, participou, com muita insegurança, das 
atividades esportivas. 
c) Como as leis eram taxativas naquele vilarejo, 
todos os moradores tentavam um meio de 
obediência às normas morais. 
d) Como diziam os mais velhos, beleza não se põe 
na mesa. 
e) As frustrações caminham rápidas como as 
tempestades das matas devastadoras. 
RESPOSTAS 
1.  C 
Desde que você permaneça aqui 
2.  E 
O



Nenhum comentário: