Ocorreu um erro neste gadget

sexta-feira, 7 de setembro de 2007

Vozes Verbais - 7ª A, B, C, CDB

"É a forma em que se apresenta o verbo para indicar a relação entre ele e o seu sujeito". (P. Mattoso Câmara Jr. D. F. G., S. V. Voz)

Existe flexão de voz?

Não.

Voz não é flexão, porque não se usam desinências para se ter a voz ativa, a passiva e a reflexiva.

Voz é apenas um aspecto verbal. É a forma que o verbo assume para exprimir sua relação com o sujeito.

Veja que a importância da morfologia é a que estuda o verbo com relação à voz.

O verbo pode ser:

a) ativo

b) passivo

c) reflexivo

a) VOZ ATIVA:

Quando o sujeito pratica ação verbal. Ou, o verbo de uma oração está na voz ativa quando a ação é evidentemente praticada pelo sujeito.

Exemplos:

João comprou os cadernos.

Pedro brincou na praia.

Nós falamos de futebol.

Nas orações, os verbos comprou, brincou e falamos, indicam ações praticadas pelos respectivos sujeitos: João, Pedro e nós.

    b) VOZ PASSIVA:

Quando o sujeito recebe a ação verbal. O agente da passiva (regido de preposição por, de ou a) pratica a ação verbal.

A voz passiva pode ser apresentada sob duas formas:

1 – Com o verbo auxiliar - voz passiva analítica.

A casa foi destruída pelo fogo.

O caçador foi morto pelo leão.

A casa e o caçador funcionam como sujeito na voz passiva.

O sujeito não pratica a ação, mas sofre a ação.

Podemos dizer ainda que o sujeito não pratica e sim, recebe a ação verbal.

2 – A voz passiva com o pronome (se) apassivador - voz passiva pronominal ou voz passiva sintética.

Exemplo:

Comprou- se o livro (= O livro foi comprado).

Leu- se o livro (= O livro foi lido).

    c) VOZ REFLEXIVA:

Quando o sujeito pratica e recebe a ação verbal, simultaneamente.

Na voz reflexiva, a ação é, – (simultaneamente, ao mesmo tempo) – praticada e recebida pelo sujeito que, por isso, é chamada de AGENTE e ou PACIENTE.

Exemplos:

Ele se queixa.

João feriu- se.

Ele se machucou.

Eu me arrependi.

NOTA: Tem força PASSIVA os verbos ativos, quando, estando no infinitivo, funcionam como complemento de certos adjetivos.

Exemplos:

"Osso duro de roer" é o mesmo que:

"Osso duro de ser roído".de roer – é complemento nominal de duro.

"Estrada difícil de passar" eqüivale a:

"Estrada difícil de ser passada".de passar – é complemento nominal de difícil.

7 comentários:

Allyson Ben disse...

olá, sou professor de portugues e estou desesperado por algo diferente para a explicação das vozes verbais.
vc tem alguma idéia? já aplicou em sala? os resultados?

Anônimo disse...

eu estou proucurando esta matéria a muito tempo,por isso,visitarei este link mais vezes,muito obrigado

Anônimo disse...

estou proucurando isso a muito tempo,muito obrigado

Anônimo disse...

Muito boa essa explicação,com certeza vai me ajudar a estudar !Muito obrigada !!!

Anônimo disse...

Muito boa essa explicação,com certeza vai me ajudar a estudar !Muito obrigada !!!

Anônimo disse...

Muito boa essa explicação,com certeza vai me ajudar a estudar !Muito obrigada !!!

Anônimo disse...

Obrigada sua explicacao e mt boa !!! Vai me ajudar mt!!